Publicidade

Marcelo Katsuki

Comes e Bebes

Perfil Marcelo Katsuki comenta o melhor da gastronomia

Perfil completo

Remanso do Bosque - Belém

Por Marcelo Katsuki
12/03/12 03:59

Fui pego de surpresa pelo Remanso do Bosque, novo restaurante dos chefs Felipe e Thiago Castanho, em Belém. Em nada lembra o Remanso do Peixe, outra casa da família, exceto pela proposta de cozinha autêntica paraense e pela presença simpática do seu Francisco e da dona Carmem, os pais dos chefs.

Outra boa surpresa foi reencontrar o subchef da casa, Gustavo Rodrigues, que havia conhecido juntamente com o Thiago Castanho há uns cinco anos, num festival em Parati. Encontrei ainda o Ricardo Castanho (será que ele é da família, rs?) que me contou que deixou o Guia Quatro Rodas para cuidar das edições da Vejinha pelo país. E até o Rodrigo Oliveira, que avisou que já estava com as chaves do futuro Mocotó Café.

 

O restaurante é moderno, amplo, tem espaço para eventos no andar superior – que no dia estava sendo utilizado para uma degustação de cachaças com o chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó (SP) e dois grandes trunfos: um forno a lenha e uma grelha na brasa. Gente, só faltou eu encontrar a minha mãe no Remanso!

 

De entrada, pedi o Caldo de tucupi  (R$ 10) com bastante jambu e camarão seco. Há outras opções como o Camarão empanado na farinha de tapioca e o Bolinho crocante de Piracuí, mas como resistir a um Tacacá?

 

Ainda dei uma garfada na Tigelinha de bacalhau com farofa de açaí (R$ 15) da Fernanda. E não é que o açaí combinou com a brandade de bacalhau?

 

De principal, dividimos um Lombo de filhote (R$ 99) para duas pessoas. A peça, com mais de meio quilo, é preparada na brasa, o que faz uma diferença danada, formando uma crosta crocante que preserva o interior úmido e confere um aroma defumado. Vem com vinagrete de feijão de Santarém, salada e farofinha (com farinha de suruí torrada na manteiga) mas ainda pedimos uma porção de Arroz com ovo e cebolinha (R$ 12). E claro, não conseguimos comer tudo.

 

Fechando o jantar, Tartelette de chocolate (R$ 16) recheada com doce de cupuaçu e ganache de chocolate com cachaça.

 

Os chefs e irmãos Felipe e Thiago Castanho e o subchef Gustavo Rodrigues na cozinha da nova casa. Você precisa conhecer.

Remanso do Bosquemapinha aqui

Av. Romulo Maiorana esquina com a Perebebui – Telefone: (91) 3347-2829 – Belém (PA)

  • Comentários
  • Facebook

Comentários

  1. ed comentou em 12/03/12 at 18:29

    Que delícia essa culinária paraense — to com a boca cheia dàgua!

  2. Marcelo Katsuki comentou em 13/03/12 at 10:18

    De forma alguma, Doralice. Mais uma vez voltei de Belém já pensando em quando poderei retornar para poder desfrutar de todas aquelas gostosuras. E mais uma vez voltei cheio de lembranças boas.

  3. Roseane c. correa comentou em 13/03/12 at 10:20

    Nossa esse lugar em Belém e divino, recomendo a todos ! estive lá quando foi de sp para Belém… saudades !

  4. Ângela Câmara comentou em 13/03/12 at 19:09

    Ainda bem que o meu trabalho é coladinho nele, ehehehehe.

    • Marcelo Katsuki comentou em 14/03/12 at 1:09

      Sortuda! rsrs

  5. Lia comentou em 14/03/12 at 9:30

    Nossa, sou de belém, moro em SP, mas achei o restaurante tão caro! Acho que anda ocorrendo uma desconexão da realidade paraense.

    E apesar de gostar muito da comida do Remanso, ainda tenho minhas reservas, porque não foram poucas vezes que o atendimento foi extremamente ineficiente.

  6. Onizes Araujo comentou em 15/03/12 at 10:23

    Os pratos são efetivamente muito bem elaborados. Peca por atendimento que deixa a desejar e pelos preços muito acima da realidade. Encontra-se esses mesmos quitutes em outros restaurantes menos badalados a custos pela metade do que cobram os dois Remansos.

  7. Afonso Cardoso comentou em 19/03/12 at 17:34

    Conheço ambos os Remansos, o do Bosque fica a dois quateirões e meio de casa. Ambos são muito bons e apesar de ser mais simples, o Remanso do Peixe faz mais meu estilo. A moqueca paraense, como dizem, é de se comer rezando (o tucupi faz toda a diferença). Achei o Remando do Bosque bem mais caro que o do Peixe, mas vale a pena conhecê-los e sempre que puder, voltar.

  8. Marcela Fiamenghi comentou em 20/03/12 at 11:42

    Esse time vai longe! Muito sucesso para eles!

  9. marcelo Flores comentou em 25/03/12 at 21:51

    Marcelo, em qual hotel vc ficou em Belem?

    • Marcelo Katsuki comentou em 26/03/12 at 12:11

      Sagres, um hotel perto da feira da 25, em São Bras. Mas numa outra viagem fiquei no Grão Pará, em plena Praça da República. Ia à pé ao Ver-o-Peso e às docas, é mais bem localizado.

  10. Vania Marcia de Moraes Campos comentou em 14/05/12 at 22:12

    Estive no Remanso do Bosque sabado passado com minha fiha que está residindo em Belém. Fiquei impressionada com a qualidade da comida. O menu degustação é um ótimo pedido para quem pretende saborear as especialidades da casa. Uma mistura de sabores, com requinte e bom gosto. Me fez lembrar um restaurante chamado “Ardosia” em Chinon na França. Fiquei surpresa com o carinho de Thiago Castanho que veio pessoalmente agradecer os elogios que fizemos para o garçon. Voltarei em breve e recomendo para todos que visitarem Belém.

  11. mara costa comentou em 02/01/13 at 19:35

    uh, quero conhecer!
    uma vez que só louca por pirarucu rsrs.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Folha Shop