Aconchego Carioca SP: não é (só) bolinho!

Falta pouco, gente. Na próxima terça, dia 25, o Aconchego Carioca SP finalmente vai abrir as suas portas e a gente vai poder morar lá dentro. E viver de bolinho.

Kátia Barbosa, a rainha do bolinhos mais maneiros do Rio, juntou-se aos experts Edu Passareli e André Clemente para abrir a filial paulistana. A casa está funcionando apenas em esquema de soft opening, mas aqui você já confere algumas gostosuras que vão pintar por lá. Óia:

 • Aprenda a receita do bobó de camarão do Aconchego Carioca clicando aqui!

 

Bolinho de Virado à Paulista (R$ 21), criado em homenagem à cidade de SP: massa de feijão carioquinha com recheio de couve, linguiça, bisteca e ovo.

 

Camarão na Moranga: abóbora recheada com camarões e coberta com requeijão gratinado.


Deixa Arder (R$ 23): pimenta dedo de moça recheada com carne seca desfiada e requeijão.

 

O balcão do bar fica logo na entrada. Destaque para a simpatia dos atendentes, rs.

 

Mistura Nordestina (R$ 56): um pratão de carne seca acebolada, aipim frito, torresmo e queijo coalho.

 

Agora morde essa: Costelinha de porco laqueada com goiabada (R$ 68): o feio-gostoso.

 

Escondidinho de camarão (R$ 79): camarão refogado, coberto com purê de mandioca e queijo coalho gratinado. Acompanha panelinha de arroz e farofa de dendê. Um escondidão!

 

Bolinho de feijão branco com rabada desfiada (R$ 26): acompanha vinagrete.

 

Almofadinha de tapioca recheada com doce de leite e coberta com canela: melhor que churros.

 

Palitos de queijo coalho fritos com goiabada cremosa (R$ 18): crássico e gostoso.

 

Os sócios Kátia Barbosa, a “Dercy dos Bolinhos”, André Clemente e Edu Passareli.

 

Vista parcial do térreo com as redes no teto. Há ainda outro salão no andar superior.

 

E a fachada da casa, onde já funcionou a Colette Brasserie e o The Salad Bar

Engraçado que quando eu vou ao Aconchego Carioca SP (como se eu já tivesse ido infinitas vezes, kkk!) eu não me sinto como no Aconchego do Rio, apesar das mesmas redes penduradas no teto; eu me sinto em casa.

Aconchego Carioca SPmapinha aqui
Alameda Jaú, 1372 – Jardins
Tel.: 0/xx/11/3063-2752

Comentários

  1. Caramba, Marcelo! Só pelos bolinhos, já deu vontade de ir! E também fiquei curiosíssimo com essa pimenta dedo de moça recheada…putz! Acho mesmo q o nome diz tudo, kkkkkkkkkkkkkk!
    Parabéns pelo post!

    1. Obrigado, Paulo! Mas não deixe de provar o bolinho de virado. Animal!

  2. Deu vontade de chorar ate com essas fotos! Água na boca e nos olhos! Obrigado Deus por me dar boca e dinheiro para experimentar isso tudo! Quero comer rezando! Abraço Marcelo

    1. Gabriel, bom saber que não sou o único que chora diante de uma comida boa, rs! Abs!

  3. Como bom carioca, frequento o do Rio. É ótimo, depois da praia. Não localizei o clássico bolinho de feijoada, que é estupendo. O Deixa Arder também é muito bom, mas a pessoa tem que gostar de pimenta, pois o interior é literalmente uma pimenta inteira dedo-de-moça, com recheio de catupiry. Os sócios paulistas deram uma tacada de gênio ao se associarem com a Kátia. Negócio da China. Boa sorte. Daniel

  4. KÁTIA, PARABÉNS! COM CERTEZA SERÁ UM SUCESSO, SEM AS AGRURAS DO PRIMEIRO ACONCHEGO, MAS COM A MESMA VONTADE DE ACERTA E A EXPERIÊNCIA VIVIDA NESSES ANOS TODOS.
    ABRAÇOS, DAQUI DO RIO. HC

    1. A agrura da Dercy vai ser fritar bolinho pra esse povo todo, rs! Abs!

  5. Que criatividade! Boa sugestão, Katsuki! Acho que vou trombar lá neste fim de semana!

  6. Olá! Só cerveja ou vai ter chopp (vi as torneiras na foto do balcão do bar)?
    Parabéns pelo blog!

Comments are closed.