Marcelo Katsuki

Comes e Bebes

 -

Formado em arquitetura pela FAU-USP, Marcelo Katsuki é cozinheiro formado pela Escola de Gastronomia João Dória Jr e sommelier pela ABS (Associação Brasileira de Sommeliers).

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Sakagura A1 – pop e nostálgico

Por Marcelo Katsuki

Sushis variados do sushi-bar

Abre hoje no Itaim o Sakagura A1, novo restaurante do chef Shin Koike (Aizomê). Com uma proposta mais pop, embora a ambientação de época impressione, a casa vai oferecer petiscos japas, além sanduíches e chope.

 

Claro que os sushis e sashimis aparecem no cardápio. Aliás, o sushi-bar, localizado no subsolo, tem uma ambientação incrível, com poemas japoneses pintados nas paredes. O balcão é comandado pelo Celso Amano, que veio do Aizomê, e por Katsuhiro Kobayashi, que veio de Sapporo para trabalhar no restaurante.

 

Minha dica vai para o Kit Sakagura (R$ 20), cinco tipos de petiscos japoneses, com bardana, edamame, lulas cozidas, maionese de pepino e ban (pão chinês) com costelinha

 

Os sashimis aparecem nas versões Okonomi (5 fatias – R$ 18) ou Moriawase (com 9 fatias – R$ 32; ou ainda Completo com 14 fatias – R$ 50). Também podem ser pedidos por peixe, em porções com cinco fatias

 

Já os sushis podem ser pedidos em pares (a partir de R$ 14) ou ainda em porções como o Sushi Moriawase A1 com 6 niguiris e 3 makis por R$ 26, a versão mais simples

 

Além dessa pegada mais pop e inspiração nos izakayas, o cardápio apresenta bom uso de ingredientes brasileiros nas receitas, como esse Harumaki de rabada (R$ 22). Essa influência talvez explique a decoração inspirada nos anos 20, época em que o Japão se abriu para as influências do ocidente.

 

Rabada ao curry (R$ 30,50) – um prato surpreendente, ainda mais com o picles de chuchu

 

O Cream cheese de tofu com frutas vermelhas (R$ 18), famosa sobremesa de Shin, também aparece no cardápio

 

O nome Sakagura quer dizer “adega” em japonês e há uma atenção especial para a carta de saquês assinada pela especialista Ana Toshimi. O restaurante ocupa o ponto onde antes se localizava o Shimo, restaurante nipo-peruano, mas a reforma não deixou nenhum traço que possa lembrar o antigo restaurante.

 

O chef Shin Koike em frenta ao bar, no salão principal localizado no térreo. Os detalhes do projeto, da decoração até o uniforme dos atendentes remetem a um Japão antigo, sugerindo um clima nostálgico e acolhedor. Uma viagem. Você vai curtir.

 

Sakagura A1mapinha aqui
Rua Jerônimo da Veiga, 74, Itaim – Tel.: 0/xx/11/3078-3883

Blogs da Folha