Marcelo Katsuki

Comes e Bebes

 -

Formado em arquitetura pela FAU-USP, Marcelo Katsuki é cozinheiro formado pela Escola de Gastronomia João Dória Jr e sommelier pela ABS (Associação Brasileira de Sommeliers).

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A Maloca cresceu – Belém

Por Marcelo Katsuki

Um dos lugares mais incríveis de Belém –e por que não, do Brasil– é a Maloca do Orlando (matéria com mapa aqui). E para conseguir atender toda a demanda, seu Orlando ampliou a maloca, mas apenas o suficiente para oferecer mais conforto, pra gente e para seus funcionários.

 

A cozinha cresceu, ficou mais luminosa e arejada. Mas a simpatia das cozinheiras é a mesma, assim com a gostosa farinha torrada lá.

 

Os camarões sendo preparados no novo fogão industrial, que tem até uma chapa para carnes.

 

Os peixes continuam sendo preparados na brasa, ninguém mais quer saber de peixe frito não!

 

Olha esses  caldeirões de caranguejo, prontinhos para serem consumidos.

 

O camarão regional, criado numa região de água doce e salgada.

 

As casquinhas de caranguejo cobertas com farinha.

 

E como não poderia deixar de ser, um filhote assado na brasa com tudo o que temos direito.

 

O açaí lá na Maloca do Orlando é batida na hora e fica resfriando em caixas com gelo.

 

Aqui o salão principal visto a partir das passarelas.

 

E toda a simpatia da Janice (ou era Sueli?) que nos atendeu com a típica hospitalidade paraense. Como não voltar?

Maloca do Orlando – Furo do Arapari – Tel. (091) 9145-1621

Blogs da Folha