Marcelo Katsuki

Comes e Bebes

 -

Formado em arquitetura pela FAU-USP, Marcelo Katsuki é cozinheiro formado pela Escola de Gastronomia João Dória Jr e sommelier pela ABS (Associação Brasileira de Sommeliers).

Perfil completo

Publicidade

A felicidade é complexa

Por Marcelo Katsuki

Conheci a Taça da Felicidade nesse bonito salão da doceria Tia Maria, em Belém, o doce mais complexo e cheio de camadas que já experimentei. Mas o bom é que ele não é pesado e nem muito doce, chegando a ser “refrescante”, como me disse o Paulo Pistache, amigo da cidade que me levou para conhecer o local.

 

Lá na Tia Maria eles vendem uma versão mini do doce, que tradicionalmente é servido numa taça gigante de vidro. E com muitas camadas. Tem pudim de leite, creme de cupuaçu, pudim de claras, frutas fatiadas como abacaxi, pêssego em calda e uva, biscoito champanhe embebido, chantilly: pense na lista de ingredientes para montar esse doce!

Antes ele era servido apenas em ocasiões muito especiais, mas assim como a maniçoba deixou de ser um prato só do Círio, a Taça da Felicidade agora pode ser consumida sempre, principalmente lá na Tia Maria.

 

Outro doce que comi lá e que usa ingredientes locais foi a Torta Eunice Castro, feita com queijo cuia (queijo do reino), doce de cupuaçu, massa e glacê. Essa é para quem gosta de doce bem doce e que mescla o doce com o salgado. E de bastande doce, olha o tamanho dessa fatia!

 

A doceria ocupa um casarão tombado pelo patrimônio, o que já indicaria um espaço interessante, mas o trabalho de decoração deixou o lugar ainda mais charmoso e aconchegante. Na última noite na cidade voltei lá (era perto do hotel) mas não havia mais nenhuma taça da felicidade. Ô, tristeza…

• Veja aqui uma receita da Taça da Felicidade.

Tia Maria Doceriamapinha aqui
Travessa Benjamin Constant, 1366 – Belém/PA – Tel.: 0/xx/91/3224-0867

Blogs da Folha