Faça seu próprio bolo de noiva

Por Marcelo Katsuki

Se eu, que sou o rei do bolo abatumado conseguir fazer, você então vai tirar de letra. Minha missão: fazer um bolo de noiva pernambucano, que lembra um bolo inglês mais úmido e dispensa recheio. Material de consulta: vídeos no youtube e um passo a passo do UOL.

 

O bom desse bolo é que você pode fazer um ou dois dias antes que ele se mantém inalterado. Dizem que fica até mais gostoso. Daí o dia da noiva tá garantido, sem estresse.

 

Vamos lá: deixe 500 g de uva passa de molho em 350 ml de vinho moscatel por 2 dias na geladeira. Bata no liquidificador 500 g de ameixa seca com um pouco de água e adicione 1 xícara de açúcar. Leve ao fogo para ferver bem. Deixe esfriar.

Para a massa: bata 500 g de manteiga, 500 g de acúcar e meia colher de sobremesa de sal até ficar esbranquiçada. Junte 9 gemas (uma a uma) e depois meio litro de leite e 500 g de farinha de trigo. Junte 400 g de Nescau e bata.

 

Adicione o doce de ameixa, 500 g de frutas cristalizadas (opcional), a uva passa hidratada e 1 xícara desse vinho. Acrescente 9 claras em neve delicadamente e disponha em formas untadas com manteiga e farinha. Asse em forno médio-alto por 45 minutos e mais 30 com fogo baixo, até enfiar o palito e ele sair limpo. Espere esfriar totalmente para começar a montagem. Essa receita rende muitos bolos, pode fazer metade.

 

Para a decoração do bolo: sove a pasta americana e estique com um rolo, cobrindo a mesa com açúcar impalpável. Deixe a pasta com uns 3 mm de espessura. Lambuze o bolo com pasta de ameixa ou doce de leite para colar, cubra com a pasta e aguarde até ela ficar sem pregas nas laterais (ela encolhe naturalmente) antes de cortar a sobra. Faça figuras com a pasta e cole com C.M.C. uma cola própria para bolos. Tudo isso você encontra em casas de produtos para confeiteiros.

 

Monte os bolos sobre um prato com pé e capriche na decoração da mesa. Simples? Passei um pouco de apuro com a pasta americana, mas no fim deu tudo certo. Tudo bem que não ficou com um acabamento de boleira pró, mas para uma primeira vez, nem dá para reclamar, rs.

 

Agora a versão tradicional, com glacê real no lugar da pasta americana, que aprendi com a banqueteira pernambucana Ana Paiva. Junte 2 claras, suco de 1 limão, 150 g de Glaçúcar e bata por 4 minutos, até ela ficar firme e não soltar da espátula. Impermeabilize o bolo com uma pasta de clara (pasteurizada), limão e açúcar, batidos na mão (fica líquido) e deixe secar por umas 4 horas.

 

Faça o mármore pegando parte do glacê real e adicionando mais açúcar refinado, batendo com a mão até ele ficar como uma massinha de modelar. Cubra o bolo com esse mármore e depois confeite usando o glacê real. Essa técnica do caminho sem fim é boa pois disfarça imperfeições do mármore. E se aplicado diretamente sobre o bolo (sem o mármore) dá um bonito efeito, como na foto acima.

 

 Agradecimentos à banqueteira pernambucana Ana Paiva pela consultoria.