Comida de parede

Por Marcelo Katsuki

cp14-ladeira

Foi numa inesperada passagem pela região da 25 de Março –e em pleno clima de final de ano– que me deparei com a parede de salgadinhos da Quickies. Na falta do hot dog do Félix, que subiu na vida e trocou a salsicha pelo sashimi, resolvi experimentar. E quer saber? Curti. É quase uma brincadeira. E barata.

 

cp14-bami

Inspirada nos modelos da holandesa Febo, a parede tem inúmeros compartimentos com um salgadinho dentro (ou sanduíches, fritas). Basta inserir moedas, escolher o salgado e abrir a portinha.

 

cp14-pegando

Os salgados são fritos na hora, logo atrás da “parede”. Por isso estão sempre frescos e quentinhos. E se você não tiver moedas, não tem problema. Tem uma máquina ao lado que troca notas.

 

cp14-bami2

Comi um ‘kroket’ de carne (R$ 1) e estava bem crocante por fora e cremoso por dentro, quase uma croqueta espanhola. Também provei um Bami (R$ 2 – foto acima), um curioso empanado de talharim com frango e legumes. É como se pedissem pra Kátia Barbosa (do Aconchego Carioca) fazer um bolinho de macarronada, rs. Ai, perdão, colega!

Claro que tanta fritura pode te deixar enjoado, portanto não exagere. Indicado para curiosos e não foodies.

Quickiesmapinha aqui
Ladeira Porto Geral, 14, Centro – Tel.: 0/xx/11 3062-0866