Sobre campeonatos de bartenders

Por Marcelo Katsuki

ab14-3

Rafael Mariachi (3º colocado), Sylas Rocha (2º colocado) e Paulo Freitas, bartender do Copacabana Palace e vencedor do Absolut Creative Drinks.

Passei dois dias num resort em Pernambuco com um monte de bartenders classificados para o Absolut Creative Drinks, um concurso de coquetelaria. Não fiz muitos amigos (passei a maior parte do tempo trabalhando trancado no quarto) não fiz dieta (comi tapioca, coalho e cuscuz todos os dias) e bebi horrores. Vodca.

 

ab14-final

Os sete finalistas comemoram com os organizadores do evento

Mas no meio disso tudo, tive dicas preciosas do Rafael Pizanti, que me ajudou nos quesitos de avaliação dos drinques. A ajuda da Marcella Sobral, com os nomes do povo, rs. E o convite e apoio logístico do Diego Barcellos, da Pernod Ricard. Valeu, pessoal!
Além dos critérios para o drinque como aroma, sabor, equilíbrio e apresentação, avaliamos o tempo de apresentação, postura e a apresentação pessoal do bartender. Mas elenquei algumas considerações pessoais que creio, podem fazer a diferença.

– Numa competição de “criatividade”, crie algo novo, seja original. Nada de falar que tal drinque você já tinha criado para a amante de um cliente. Inove.
– Monte o drinque sobre o balcão, nunca na bancada. No máximo, esprema o limão ali embaixo, para não cegar o jurado.
– Finalize bem o drinque no copo. Se você bater na coqueteleira mas incluir um último ingrediente no copo, bom dar uma misturadinha final ou o jurado vai provar apenas o que estiver na altura do canudo, né?
– Malabarismo (flair) com garrafas e copos, só se você for muito bom mesmo. Nesse tipo de competição geralmente não conta pontos, mas se você derrubar algo certamente estará em maus lençóis.
– Explique o drinque. Os concorrentes geralmente contam uma história meio atrapalhada e acabam se esquecendo de falar da razão dos ingredientes escolhidos e das técnicas aplicadas.
– Fique ligado no cronômetro. Melhor falar menos e fazer mais. Até mesmo entregar o drinque sem a famigerada folha de hortelã ou outro garnish, se for queimar o tempo. Tô me achando muito bartender, rs? Sabe de nada, inocente!

 

ab14-salao

Preciso falar que tomei um drinque lá que revolucionou a minha vida (rs) e batizei de Danoninho! A criação nem é minha, foi uma sugestão do João Morandi quando pedi algo leve para beber durante a festa: copo longo com gelo, 1 dose de Absolut Vanilia, complete com suco de romã e misture. Prove e diga o que achou. Pra ganhar campeonato, rs!

 

ab14-todos

Os 16 semifinalistas na primeira etapa do concurso: Leonardo Mayrink, Paulo Freitas, Luciano Lucas Santos, Gabriela Werneck, João Morandi, Marcelo Gaya, Igor Bispo, Lucas Davila, Jucemar Ferreira, Sylas Rocha, Kennedy Nascimento, Luciano Guimarães, Rafael Mariachi, Tiago Santos, Thiago Aguiar e Ramon Alencar. Tomei esses 16 drinques e voltei pro quarto caminhando em zigue-zague.

 

Receita do drinque vencedor: Pandora!

ab14-drink

Foto do drinque: Charles Jhonson

Pandora
Bartender: Paulo Freitas (Copacabana Palace)

– ½ Maracujá
– 1 colher bailarina de geleia de gengibre
– 2 dash de bitter de limão
– 50 ml de Absolut Vanilia

Misture os ingredientes na coqueteleira com gelo, bata e coe em um copo alto com gelo. Decore com uma folha (coentro) e sirva com canudo.