Paçoquita é a nova Nutella?

Por Marcelo Katsuki

pac14-pacoquitab

Na lojinha de doces aqui do bairro tem lista de espera para comprar Paçoquita Cremosa. Sério, a vendedora me contou isso com um sorriso cínico nos lábios. Depois da terceira tentativa em vão, caminhei alguns metros até outra lojinha em frente à igreja Nossa Sra. do Paraíso e, milagre: achei a dita! E no afã do momento acabei comprando dois potes –porque não sei quando terei a oportunidade de reencontrar tal iguaria– mesmo sabendo que paçoca me dá azia.

Alguém me explica o hype da peanut butter brazuca? Se fosse a paçoca Amor em versão cremosa eu até entenderia, porque essa já é icônica –embora eu ache o gosto sofrível. Enfim, Paçoquita é a bola da vez. Aguardemos agora pelo mil-folhas de Paçoquita, canolli de Paçoquita, brigadeiro de Paçoquita e até –por que não– pela caipirinha de Paçoquita! Os chef pira!

O fato é que eu comi meio pote passando num bolo caseiro, depois numa bolacha e depois puro mesmo, de colherada e não me deu azia. Pior: fiquei viciado, mas um pote tem mais de mil calorias! Tô descendo agora mesmo para deixar tudo na portaria do prédio. Porque eu faço yoga, cumprimento o porteiro e agora forneço Paçoquita. Valha-me!

pac14-nutella

 Felicidade de amendoim. #paçoquita