Os doces portugueses da Casa Mathilde

Por Marcelo Katsuki

mat15-pastel

 O pastel de nata é o campeão de vendas da casa e faz jus à fama: creme docinho e massa folhada crocante

A fila na Casa Mathilde é grande mas nem dá tempo de se aborrecer diante da vitrine iluminada e repleta de doces caramelados, com açúcar peneirado ou cobertos com chocolate. É um deleite.

 

mat15-balcoes

A casa ocupa o térreo de um edifício histórico na Praça Antonio Prado, no centro de São Paulo. É amplo, charmoso e oferece o melhor da doçaria portuguesa: muito açúcar, gemas, cremes.

É hora de escolher as guloseimas que irão adoçar a manhã de sábado e a missão não é fácil: a vontade é de levar tudo. Foca nas belezuras.

 

mat15-noz

Noz de Galamares: doce com massa de nozes coberto com uma capinha de caramelo e uma noz inteira.

 

mat15-bolodearroz

Tem palmiers, fatias douradas (rabanadas) e bolo de arroz, um bolinho individual amanteigado que leva rum.

 

mat15-mimo

Mimo da Pena: doce com base de coco, creme de gemas e cereja.

 

mat15-salgados

Ah, a casa também tem salgados. Provei a empada de frango com massa folhada e recheio farto e cremoso

 

mat15-mezanino

A doceria tem dois salões no térreo e um no piso superior. Mas o mezanino estreito reserva uma bonita vista da ladeira da av. São João e de parte do Largo Antonio Prado. Aprazível e nostálgico.

 

mat15-fachada

 

Casa Mathilde mapinha aqui
Praça Antonio Prado, 76. Tel.: (011) 3106-9605