Onde comer empadão e outras delícias goianas

Por Marcelo Katsuki

Meu coração se encheu de alegria quando descobri que tinha empadão goiano em São Paulo (nossa, já posso começar a escrever letra de samba-enredo, rs). A Dona Doceira, marca goiana comandada por Adriana Lira, e que fornece doces para as festas mais bacanas do cerrado, abriu as portas em uma gostosa casinha de vila no Itaim, para apresentar suas criações.

 

dd16-balcao

Logo na entrada fica o balcão, original de uma farmácia dos anos 50, com uma seleção de doces que varia conforme a produção do dia. Mas sempre há as flores de coco, marca registrada da marca, e outros hits como o limãozinho recheado com doce de leite e os suspirinhos em flor. Adriana modernizou os doces, trazendo uma nova roupagem à tradicional doçaria goiana

 

dd16-rosas

As flores de coco (a partir de R$ 6,50 a unidade) são feitas em um longo processo artesanal, que leva 28 minutos por peça. Elas podem ser ainda produzidas com os sabores de goiaba, morango, maracuja, abacaxi, entre outros.

 

dd16-biscoitos

Lá você poderá provar os doces, escolhendo diretamente no balcão, ou pedir pelo café da tarde goiano (R$ 46), servido durante a semana, das 16h às 19h. Ele representa a hospitalidade local e traz os quitutes da terra de Cora Coralina. Começa com os gostosos biscoitos goianos de polvilho, aquele tipo de coisa que não dá para parar de comer.

 

dd16-xicara

Sempre acompanhado por um café torrado na lenha e coado na hora. Olha que beleza essa xícara com coquinhos açucarados. Tem ainda a opção de café com leite, chá e água.

 

dd16-empadao

Chega a hora do empadão goiano, que também pode ser pedido à parte por R$ 18. Ele leva guariroba, ovo, tomate, frango, carne de porco e linguiça. É assado numa cumbuquinha artesanal, e também pode ser levado para casa.

 

dd16-doces

O café segue com os delicados docinhos goianos: bolo de araruta, bolinho de arroz, mini bolinho de fubá e erva doce recheado com goiabada, limãozinho galego recheado com doce de leite e canela, flor de coco, pastelinho de Goyaz e docinho de fita de mamão. É muita alegria em um prato só!

 

dd16-licor

E como pede a hospitalidade goiana, o café é encerrado com chave de ouro: uma dose de licor de frutos do cerrado.

 

dd16-caixinhas

A Dona Doceira tem várias opções de embalagens para os docinhos, que podem ser encomendados para festas. Os detalhes dos recortes é impressionante e valorizam ainda mais os quitutes.

 

dd16-frida

Tentei ter pensamentos bem doces para sair com passos leves, mas a calça apertada insistia em me desconcentrar. Acho que exagerei nos biscoitinhos de polvilho, comi o pote todo!

Dona Doceira – mapinha aqui
Rua Tabapuã, 838 (dentro da vila), Itaim Bibi – Tels: 
(011) 2157-6114 / 99227-7361 ou (062) 9252-4447
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 19h; aos sábados, das 10h às 14h
Fotos: Marcelo Katsuki/Folhapress