Receita de Baião de dois

Bora entrar no clima do Centenário do Gonzagão e preparar um Baião de dois nesse finde? A receita é do chef Rodrigo Oliveira (do Mocotó) e essa bela foto, da Luna Garcia.

Baião de dois

Chef Rodrigo Oliveira – Restaurante Mocotó

Para o arroz
1 kg de arroz
caldo de galinha ou legumes
30 g de manteiga-de-garrafa
5 dentes de alho
3 folhas de louro
5 g de colorau
sal

Para a montagem
1 kg de feijão fradinho cozido e escorrido
200 g de carne-seca cozida e desfiada
100 g de toucinho defumado em cubos
100 g de lingüiça defumada em cubos
100 g de queijo-de-coalho
2 tomates em cubos
1 cebola-roxa em cubos
1 pimentão verde em cubos
50 g manteiga-de-garrafa
coentro fresco

Preparo

  1. Frite o alho na manteiga-de-garrafa e antes de dourar junte o arroz e mexa bem.
  2. Junte o caldo fervente, o louro, o coloral e deixe cozinhar tampado até os grãos ficarem macios. Reserve.
  3. Frite o toucinho em sua própria gordura e quando começar a dourar junte a lingüiça e a carne-seca mexendo por mais alguns instantes. Reserve.
  4. Na mesma panela aqueça rapidamente a cebola, o pimentão e os tomates.
  5. Misture todos os ingredientes, acerte o sal e finalize com o cheiro-verde e a manteiga-de-garrafa.

Sirva com vinagrete de cebola-roxa e pimenta-fresca. Rende 8 porções.

Comentários

  1. Bela sugestão!
    A receita já está anotada e pretendo fazer amanhã mesmo.

  2. Meu caro Marcelo, isso não é baião de dois nem aqui nem na China. O verdadeiro baião de dois o arroz e o feijão (que não é fradinho e sim de corda) são cozidos juntos. aproveita-se a água em que o feijão foi cozido para cozinhar o arroz, daí aquela cor característica (marrom) do baião de dois. Aliás ninguem em SP ou Rio sabem fazer o verdadeiro baião de dois. Basta uma ida ao interior do Ceará ou mesmo no Rio Grande do NOrte.

    1. É, temos muito o que aprender com o sertão desse país enooorme! Abs, Percival.

    1. Acho que entra no “misture todos os ingredientes”, hehe. abs!

  3. Caro Marcelo.Muito boa essa receita.Parabéns.Só um lembrete:è colorau
    e não coloral.Aliás esse é um erro bem comum no Brasil.Abraço.

  4. Sempre pensei que esse prato fosse mais complicado (bom, pelo menos da maneira como está explicado, parece de simples execução). Ganhei um vidro de manteiga de garrafa e acho q vou me arriscar nesse baião!
    Depois posto o resultado, Marcelo. Abraço!

    1. Paulo, se não der certo, passa a manteiga no pão e faz torrada. Fica uma delícia, rs! Abs!

      1. E acha que eu já não pensei nisso como plano B??? Ahãnnnn…KKKKKKKKKK!
        Valeu, Marcelo!
        Abs.!

  5. EM TEMPO:
    Se é de dois eu não sei…só sei q com feijão de corda ou sem, com colorau ou coloral, comerei o baião de um, sozinho e béeeeeeeem egoísta…rs!

Comments are closed.