É o fim do mundo

10 coisas para se comer na cidade antes que o mundo acabe no dia 21 de dezembro.

Não se trata de um ranking dos melhores, mas de uma lista pessoal com coisas que acho que ‘valem a pena comer de novo’ antes do apocalipse. Aleluia, irmãos!

 

1. Involtini di melanzane alla Ragusana do Bottagallo. Meu prato favorito do ano. Era apenas uma ‘tapa’ de um festival mas o sucesso foi tanto que entrou pro cardápio. Viva!

 

2. Esfiha de carne do Habib Ali, assadas no ‘saj’, forno metálico em forma de calota. Você sai do lugar defumado mas feliz. E sem esvaziar a carteira.

 

3. Bolinho de Virado à Paulista, da filial paulistana do Aconchego Carioca, nos Jardins. E não é que a louca da Katia conseguiu criar um bolinho ainda mais gostoso que o de feijoada?

 

4. Panelinha de fígado com chips de abobrinha do Bar da Dona Onça. De chorar de bom. Para comer em silêncio, ouvindo o estômago agradecer.

 

5. O Carbonara Moderno com bochecha artesanal e ovo de codorna frito do Friccò. Porque é quase um mistério algo tão simples ficar tão gostoso. Só provando para ver.

 

6. O Teishoku de sashimi do Ban ou qualquer coisa do Izakaya Issa, onde a Dona Margarida arrasa nos petiscos, nos pratos quentes e até no okonomiyaki, a pizza japonesa.

 

7. O Hambúrguer com queijo Camembert e cogumelos da Z Deli Sanduíches. Porque é incrível.

 

8. A Bisteca com farofa e vinagrete do Boi na Brasa na esquina da Rego de Freitas. Uma delícia, principalmente para aquela boquinha das 2h da madrugada…

 

9.Milanesa de coxão mole com risoto de funghi porcini fresco do Attimo. Porque tudo o que é frito fica ainda melhor. Agora imagina com esse molho.

 

10. O Pavê de creme com cobertura de doce de leite, de fatiar, da Casa Garcia. Porque tem apelo afetivo, é gostoso e dá para comprar de montão e distribuir alegria por onde passar.

 

Bônus do fim do mundo: Uma porção de acarajés do Sotero, da Rota do Acarajé, da Inês ou de qualquer barraca de feira da cidade. Acarajé, mesmo quando é ruim, é bom! E eu quero chegar no céu (ou no inferno, que seja) cheirando a dendê.

E você, vai querer o que?

Comentários

  1. Uovo Guido do Bottagallo, os ‘moules et frites’ (mexilhões) do Le Jazz, o nhoque com fondue de queijo strachino do Zena Café, o ‘reconfortante caldo de verduras com risoni” do Chou, o sashimi de salmão do Nagayama… Deu fome.

  2. 1- Ajo Blanco do café da 62º
    2- Fuá da Grá do Sabiá e de bônus um pastel de camarão, que é o melhor da cidade!
    3- Tacacá da Barraca do Pará da Benedito Calixto
    4- Polvo ao vinho + arroz com frutos do mar do Acrópoles
    5- Spaghetti de cacau com mascarpone e presunto cru do Buttina
    6- Chich Barak do Baalbek
    7- Bisteca de porco com purê de batatas do Le Jazz
    8- Moules frites do Robin de Bois
    9- Pudim de Leite da Shoshana
    10- Bomba de blueberry do Faire La Bombe

  3. Amei o post! Taí, também vou querer chegar “lá” com cheirinho de dendê.

  4. Gostaria muito de conhecer a Casa Garcia e o Habib Ali, mas como não vou para São Paulo com muita frequencia dificulta um pouco. E antes do fim do mundo, recomendo uma passada no Temakeria Paulista, lá no Tatuapé. Abraços.

  5. Quadradinho de tapioca do Mocotóooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!

  6. Marcelo, apesar de gostosos, são comidinhas.Se o mundo acabásse eu faria um jantar de verdade.Comeria um bacalhau
    à moda do Porto do restaurante sr. bacalhau, na cidade de Serra Negra, sp.É o melhor do mundo.Depois, poderia ir tudo para o inf…..

  7. Hummm! Vamos comer TUDO de novo, sobram uns dias ainda… O pavê da Casa Garcia, perfeito na sua simplicidade!

  8. Adorei as recomendações. É pra chegar no céu ou inferno dizendo….delícia, delícia foi viver….comer e beber…..hum…sem posse e com muito prazer

  9. Hahaha Marcelo, assim fica difícil não pecar !!! (“pecado da gula”)

  10. Gostei muito do bonus do fim de ano. Acarajé pra mim, mesmo ruim é bom. Eu também.

  11. Só espero que os preços não sejam do fim do mundo, né
    Eu acrescentaria uma bela rabada com agrião e molho de tomate com manjericão, ou um macarrão cabelo de anjo com maionese, atum e manjericão ou hortelã.
    Pode ser comido frio mesmo.
    Abraços

  12. Mmmmmmmmmmmm!!!
    Quero ser sua miaga e te fazer cia nesses sublimes momentos da vida…rsrsrs…
    Abraço!

  13. VERDADE ,

    COMER É O MELHOR
    COMBÚTIVEL , ENERGÉTICO
    LEGAL
    FELICIDADES

  14. Matou Marcelo!! por isso que eu te adoro. Comeria tudo isso agora e morreria feliz.bjs

  15. Será que inda dá tempo de pegar uma arca e degustar tudo isso? Que delícia…..

  16. Já que o fim não chegou…. Vamos encher a pança!!!! Ai que dúvida para começar …. Mas acho que é promessa de ano novo..

  17. “E eu quero chegar no céu (ou no inferno, que seja) cheirando a dendê” by Marcelo Katsuki. kkkkkkkkkkkkkkkk Adorei! Além de ser gostoso de ler e babar pelos pratos é super-engraçado! Como o mundo não acabou, resta-nos comer!

Comments are closed.